Fixação de policromias na Colecção Modelos de Thomaz de Mello (Tom) do Museu de Arte Popular

No seguimento da entrada no Museu Nacional de Etnologia do acervo do Museu de Arte Popular iniciaram-se tratamentos de conservação e restauro com carácter de urgência em alguns dos objectos das suas colecções, de modo a possibilitar o manuseamento e a colocação em espaço de reserva. Uma das colecções em que surgiu essa necessidade foi a Colecção Modelos de Thomaz de Mello (Tom), representando diversos modelos de bonecos envergando fatos tradicionais portugueses. Os modelos desta colecção foram executados, a partir de 1935, pelo artista Tom (concepção da estrutura e modelação das cabeças) e por Dalila Braga (traje) sob a orientação de Francisco Laje (que seria o primeiro director do Museu de Arte Popular), e, foram incorporados em 1958 nessa instituição museológica.

Devido a problemas de destacamento da policromia nas áreas dos membros (inferiores e superiores) e das cabeças foram intervencionados 38 dos 82 modelos existentes. Procedeu-se à fixação de todas as policromias com problemas de adesão ao suporte através da introdução de adesivos, activados por calor e pressão, compatíveis com os materiais constituintes originais dos objectos. João André, Luís Soares (responsável pelos tratamentos de conservação) e Manuel Araújo fabricaram suportes individuais para cada um dos modelos de modo a possibilitar uma colocação correcta em reserva.

Pormenor da cabeça do modelo de lavradeira MNE.9510 antes da intervenção

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s