Acção de Formação sobre Inventário do Património Imaterial

A noção de que o património cultural de um povo não se resume apenas aos objectos por ele produzidos, abarcando as manifestações no domínio das tradições orais, das festividades e dos saberes e técnicas tradicionais, tem ganho um peso cada vez maior no trabalho museológico. De entre as actuais competências do Instituto dos Museus e da Conservação (IMC) está a responsabilidade de promover e concretizar o Inventário Nacional do Património Imaterial, pelo que foi nesse âmbito que decorreu entre os dias 24 e 27 de Outubro, nas instalações do MNE, a acção de formação alusiva a este tema, orientada por Paulo Ferreira da Costa, director do Departamento de Património Imaterial do IMC. Alguns dos seus objectivos foram o desenvolvimento de competências nos domínios do planeamento, gestão, salvaguarda e qualificação; assim como, de competências reflexivas e metodológicas, respeitantes ao património imaterial. Esta formação, organizada pela Rede Portuguesa de Museus, pôde contar com a participação de técnicos de variados domínios disciplinares e áreas de actuação, nomeadamente, de museus e autarquias a norte e sul do país, proporcionando uma troca de experiências muito rica e um debate inspirador relativo tanto ao trabalho já em curso em torno deste tipo de património, como daquele ainda por desenvolver.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s