Novas Incorporações: Cesto MNE:BM.747 produzido por Gungunhana

Cesto (n.º inv. MNE: BM.747) (clique para aceder à ficha de inventário no MATRIZNET)

Este constitui um dos vários exemplares de cestaria produzida por Gungunhana durante o seu exílio em Portugal, após ter sido capturado por Joaquim Mouzinho de Albuquerque em dezembro de 1895. Mudungazi ou Mondagaz, cognominado Gungunhana, foi o último chefe Nguni a governar um vasto território do sul de Moçambique, designado de Império de Gaza e que vinha sendo reivindicado pelo governo português de então.

Este cesto foi oferecido pelo próprio Gungunhana ao médico que o tratou pouco depois da sua chegada a Lisboa, o Dr. Cornivel Moreira, e foi oferecido pela neta deste ao museu, D. Maria Antonieta Cornivel Moreira, em fevereiro de 2017, sendo a mais recente incorporação do museu.

Anúncios