Festival de Cinema de Animação Monstrinha 2023

Entre 16 e 26 de março terá lugar no Auditório do Museu Nacional de Etnologia a edição de 2023 da MONSTRINHA, componente da MONSTRA – Festival de Animação de Lisboa dirigida ao público infantil e juvenil. 

A programação da MONSTRINHA no Museu Nacional de Etnologia contempla Sessões para Famílias, a realizar nos fins-de-semana de 18/19 e 25/26 de março. 

Os ingressos para estas sessões são adquiridos na bilheteira do Museu Nacional de Etnologia até 15 min. antes de cada sessão e incluem a visita livre à Exposição Permanente do museu. 

Para além destas Sessões para Famílias, nos restantes dias da edição de 2023 da MONSTRINHA (16, 17 e 20 a 24 de março) terão lugar no Auditório do Museu as Sessões para Grupos Escolares, cujas inscrições deverão ser previamente efetuadas na página de inscrições do festival. 

Mais informações em http://www.monstrafestival.com

Advertisement

Exposição “Empresta-me os teus olhos!”

30 outubro 2022 a 29 janeiro 2023

A Exposição “Empresta-me os teus olhos!” dá a conhecer ao público a metodologia e o trabalho desenvolvido pelo Projeto TIS – Teatro de Inclusão Social, que tem como grande objetivo a promoção da inclusão de pessoas com doença mental ou em situações diversas de vulnerabilidade social, com recurso à prática artística, contribuindo para a construção de processos culturais que valorizem a dimensão criativa como fator de promoção do bem-estar e da saúde mental.

A exposição reflete em particular sobre a experiência da realização da peça de teatro “Ajuda-me a não ter medo!” – concebida a partir da obra Ensaio sobre a Cegueira, de José Saramago, de quem este ano se assinala o centenário do nascimento –, evidenciando um processo colaborativo entre a Arte e a Saúde Mental que promove a visibilidade da doença mental nos lugares de arte e a construção de pontes entre mundos que raramente se cruzam ou dialogam.

É com a maior honra que o Museu Nacional de Etnologia acolhe a apoia a realização desta exposição, promovida pela Associação de Apoio e Segurança Psico-Social e o Teatro Umano, assim dando visibilidade ao importante projeto de inclusão social que lhe está na origem e que a exposição culmina, e que se articula de forma íntima com a vocação social do museu.

Para a participação nas atividades educativas realizadas no âmbito da exposição deverá ser contactado o serviço educativo do Museu, através do email se@mnetnologia.dgpc.pt.

Circulação de Bens: «To go to – Jorge Queiroz e Arshile Gorky»

Foto: Ricardo Lopes (CEA/FCG)

«O busto do homem que gostaríamos de saber quem era» é a legenda da pequena escultura em madeira (N.º inv. MNE: BM.103) cedida temporariamente ao Centro de Arte Moderna, da Fundação Calouste Gulbenkian, onde poderá ser vista na exposição «To go to – Jorge Queiroz e Arshile Gorky» até dia 17 de outubro.

«Esta exposição resulta da aproximação entre dois artistas, um moderno, Arshile Gorky (Khorkom, Arménia, c. 1904 – Sherman, Connecticut, 1948), e um contemporâneo, Jorge Queiroz (Lisboa, 1966). A ideia inicial era simplesmente observar o modo como a obra de Gorky «fala» a Queiroz. E Queiroz transformou o projeto numa instalação onde acolhe, ou recebe, a visita de Gorky. Como refere num texto que escreveu para a exposição, «frequentou Gorky até o acolher na sua visão da exposição (…) e Gorky estava lá [na exposição, no estúdio] quase sempre sentado a preto e branco como na sua fotografia». Procuram-se ressonâncias entre os trabalhos dos dois artistas, ecos e diferenças, ainda que toda a exposição seja uma criação de Queiroz, um convite à presença de alguma forma tutelar e fantasmática de Gorky.»

Para mais informações: