Jornadas Europeias do Património 2017 | Programação

Programa JEP 2017 – Museu Nacional de Etnologia (PDF)
Programa JEP 2017 – Museu de Arte Popular (PDF)

Anúncios

Festa do Património | 1 de julho de 2017

 

A Direção Geral do Património Cultural organiza pela primeira vez, a Festa do Património, um evento que queremos que se constitua como uma efeméride, a realizar anualmente no primeiro Sábado do mês de Julho.

O objetivo é dar a conhecer ao público as diversas vertentes do Património Cultural através de atividades de animação de participação gratuita: ateliers de conservação e restauro, workshops de artesanato, azulejaria e arqueologia, gastronomia, teatro e recreação histórica, música, visitas guiadas, entre outras.
Das 10.00h às 23.00h do próximo dia 1 de Julho o público terá assim a possibilidade de usufruir de um programa diversificado que aproxima o Património Cultural da população, numa perspetiva pedagógica e de sensibilização, ao mesmo tempo que proporciona entretenimento gratuito para toda a família.

O espaço selecionado para esta primeira edição será o Palácio Nacional da Ajuda, incluindo os jardins envolventes, arcadas e pátio central.

Consulte o programa, aqui.

Novas Incorporações: Cesto MNE:BM.747 produzido por Gungunhana

Cesto (n.º inv. MNE: BM.747) (clique para aceder à ficha de inventário no MATRIZNET)

Este constitui um dos vários exemplares de cestaria produzida por Gungunhana durante o seu exílio em Portugal, após ter sido capturado por Joaquim Mouzinho de Albuquerque em dezembro de 1895. Mudungazi ou Mondagaz, cognominado Gungunhana, foi o último chefe Nguni a governar um vasto território do sul de Moçambique, designado de Império de Gaza e que vinha sendo reivindicado pelo governo português de então.

Este cesto foi oferecido pelo próprio Gungunhana ao médico que o tratou pouco depois da sua chegada a Lisboa, o Dr. Cornivel Moreira, e foi oferecido pela neta deste ao museu, D. Maria Antonieta Cornivel Moreira, em fevereiro de 2017, sendo a mais recente incorporação do museu.

Objectos do MNE na exposição «Racismo e Cidadania» no Padrão dos Descobrimentos

peq-MuseuEvora21-700x501

Encontram-se atualmente patentes ao público no Padrão dos Descobrimentos, dois pares de manilhas das coleções do Museu Nacional de Etnologia, provenientes de Angola (n.ºs inv. AB.248; AB.249; AL.187; AL.189), cedidas para a exposição «Racismo e Cidadania» que reúne obras cedidas por várias instituições portuguesas. A exposição, inaugurada a 6 de maio e que poderá ser visitada até ao dia 3 de setembro de 2017, apresenta como linha condutora os processos históricos de segregação e exclusão de minorias no território nacional e de discriminação de populações nativas no mundo colonial, de 1497 até ao presente; visando estimular o grande público a questionar o passado e o presente das relações entre povos, conjugando emigração com imigração, exclusão e integração, ausência de direitos e acesso à cidadania.

Mais informações em:

http://www.padraodosdescobrimentos.pt/pt/evento/racismo-e-cidadania/